Ainda pensa que precisa de correr para perder peso?

squats-no-squats

Correr pode ajudá-la(o) a perder peso? Sim, sem sombra de dúvida. É necessário? Não, não é.

Esta é uma questão que me colocam muitas vezes e cada vez mais nos últimos tempos. Para quem já leu algumas coisas neste blog sobre a perda de peso e massa gorda, penso que já deve saber quais são os motivos e que já teve oportunidade de ver o que nos diz a evidência científica neste domínio. De qualquer forma, achei por bem abordar novamente esta questão de uma forma mais directa e mais simples, na eventualidade de esclarecer algumas dúvidas.

Em primeiro lugar, se o seu objetivo é perder peso, precisa de criar um défice calórico, ou seja, tem que gastar mais calorias (energia) do que aquelas que consome. Isto significa que a sua prioridade número um deve recair sobre a sua dieta. Por outro lado, também deve ter em conta que o enfoque apenas na dieta não significa necessariamente que vai conseguir ter o corpo que sempre quis ter e que precisa para aumentar a sua capacidade funcional. Uma abordagem muito melhor é concentrar-se na perda de gordura corporal, enquanto promove o aumento de massa muscular, através de um programa de treino físico adequado.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o treino de resistência muscular (aquele que fazemos no Fat Burn Boot Camp e que não envolve correr) é de longe o tipo de treino mais eficaz para esculpir o seu corpo. Esta é a melhor maneira de aumentar a massa muscular, ao mesmo tempo que queima gordura, e se for realizada em forma de circuito (com pouco tempo de descanso entre cada exercício), este tipo de estímulo vai aumentar a sua frequência cardíaca e queimar muitas calorias não só durante a sessão de treino, mas principalmente nas 24 horas após o treino.

Sim, correr também queima calorias (se bem que isto seja o aspecto menos importante do exercício físico – leia este post para saber porquê) e, portanto, correr também pode ajudá-la(o) a melhorar a composição corporal. A questão é que nem todos os tipos de corrida têm o mesmo efeito. O nosso corpo adapta-se rapidamente à corrida de intensidade moderada, o famoso jogging. Como resultado, ao longo do tempo, o seu metabolismo vai abrandar e a consequência é a queima de menos calorias (e gordura) para a mesma quantidade de esforço. Por outro lado, o treino intervalado (tipo de treino em que se alternam períodos de trabalho de alta intensidade com períodos de recuperação relativamente curtos), devido à constante alteração de estímulo, vai evitar que o seu metabolismo se adapte tão facilmente e tenha que estar sempre alerta para dar resposta às necessidades criadas. Lembre-se: é a intensidade do exercício que faz a diferença (partindo sempre do princípio que é bem feito, como é óbvio).

Ou seja, para obter o maior retorno sobre o seu investimento no treino, faça do treino de resistência metabólico a sua prioridade principal, seguido por treino intervalado. Há certamente outros benefícios para a sua saúde com a corrida, por isso, se você gosta de correr (e se a sua técnica de corrida é boa e se o seu corpo está devidamente preparado em termos de estabilidade, mobilidade e força para aguentar com os milhares de impactos sucessivos dos seus pés no solo), vá em frente e faça uma sessão desse género uma vez por semana.

Mas necessário para perder gordura? Felizmente não, e aquilo que não falta são outras opções mais interessantes e divertidas.

Até breve!

12 thoughts on “Ainda pensa que precisa de correr para perder peso?

  1. Caro Pedro,

    Não poderia estar mais de acordo com o artigo atrás publicado, e como vejo várias pessoas no ginásio a fazer este tipo de treino, posso fácilmente constatar que o mesmo funciona.

    Abraço

    Mário Aguiar

  2. Olá Pedro,
    Parabéns pelo teu trabalho!! Realmente andava à procura do tema “corrida”🙂 Sempre fiz desporto, mas sabendo eu que correr não é “o melhor” para quem quer ter cuidado com a zona lombar (L4-L5 e L5-S1), ainda não avencei com este “desafio”. Contudo, estou a ponderar praticar corrida, e gostava da opinião de um profissional relativamente ao tipo de treino que devo fazer numa faze inicial… quanto tempo? Mesmo ritmo ou alterar intensidades?… Obrigada
    Patrícia*

  3. Inacreditável a forma abusiva como se colocam esta imagens para deturpar informações que deveria ser bem mais sérias! Gostava muito de ver o Pedro Correia a ter uma atitude mais razoável nestas publicações, pois isto tudo parece-me mau demais… Será que o Pedro é um assistente regular de eventos desportivos? Será que o Pedro nunca viu excelentes glúteos de corredoras e péssimas imagens de glúteos de quem faz muito agachamentos? Mas que tipo de informações se pretendem difundir com uma tal escolha de imagens? Será que o Pedro acredita mesmo no que sugere através destes duas infelizes imagens? Já nem discuto a enorme relevância que a prática da corrida pode ter na perda de peso, pois só mesmo com uma enorme referência de estudos alguém pode concluir o contrário….😦

    • O Paulo parece achar que correr é a melhor coisa para a saúde mas eu não creio que assim seja. Uma coisa é o Paulo Colaço não estar de acordo com aquilo que eu escrevo ou com as minhas opiniões (que já vêm reportadas na evidência), outra coisa é você interpretar as coisas à sua maneira e não olhar para fora da caixa.

      No caso do artigo em causa, aquilo que quis deixar claro é que não é preciso correr para perder peso. Mas será que ajuda? Claro que ajuda, ninguém diz o contrário. Agora, será a melhor opção? Na minha opinião há outras formas mais “saudáveis”, mais funcionais e mais eficazes, mas tudo depende daquilo que cada pessoa gosta – se as pessoas gostam de correr, não sou eu que as vou impedir, eu apenas vou alertá-las para o facto de estarem bem preparadas para correr. Felizmente, o que não faltam são estudos a confirmar aquilo que digo e casos bem reais de pessoas que nunca tiveram que correr para perder peso.

      Respondendo às suas questões: 1) Felizmente já assisti a muitos eventos desportivos; 2) Claro que sim, e também vejo glúteos flácidos de pessoas a correr quase todos os dias e parece-me mais perigoso para o corpo dar mais de mil saltos com os glúteos assim (i.e. jogging) do que fazer agachamentos; 3) Em relação à imagem escolhida, penso que tenho direito a fazer essa escolha no meu blogue, ou não?

      Diga-me uma coisa Paulo, acha que as pessoas obesas, com défice de força muscular, com limitação ou assimetria no padrão de flexão e extensão das ancas, e que não conseguem manter o equilíbrio numa perna devem correr? Você acha que é fundamental correr para perder peso?

      Com os melhores cumprimentos,

      Pedro Correia

      • Caro Pedro,

        Tendo a minha opinião formada em relação a perda de gordura através de exercício físico de alta intensidade, que prefiro não partilhar, apenas indico que seria bom prestar atenção a opiniões de “quem sabe muito”. Procure saber acerca de “Paulo Colaço” e depois vai verificar que qualquer informação será bem-vinda.

        Ps: não me opondo nem aplaudindo a sua opinião, acho pouco feliz a relação imagem (glúteos) e agachamento com perda de peso e atividade física intensa… fala de uma coisa, mas a imagem é totalmente diferente.
        Não leve a mal, é só uma “sugestão”.

  4. Boa Tarde

    Não querendo ser “desmancha prazeres”, mas este senhor Paulo Colaço, é o tipo de pessoa que é fanática por corrida, é aquele tipo de pessoa, que parou no tempo, e não gosta de ser contrariado, sugiro que o Pedro apresente estudos, para calar este senhor e o seu homonimo o sr. António Vilas Boas.
    Parabén ao Pedro pelo excelente trabalho que faz neste blog, e pela preciosa informação à borla.
    Agora o problema da imagem, se não detiver direitos de autor, acho muito bem que o Pedro ponha a(s) imagem(s), que quiser.

  5. Bom dia

    Grande post, temas interessantes, é pena que haja pessoas, que por terem a mania, que por serem prof. da universidade, ou porque tem um ou dois atletas, campeões da europa se acham os melhores do mundo.
    Já agora, conheço pessoas OBESAS que continuam A CORRER e continuam na MESMA.
    Se calhar quer dizer alguma coisa.

  6. Boa tarde

    O problema é a imagem?????? Que mal tem a imagem?????? O post fala de uma coisa e a imagem diz outra????
    Se pensarmos um bocadinho quantas mulheres não gostariam de ter uns gluteos iguaus aos do lado direito? Até os homens gostam que as namoradas/mulheres os tenham assim…
    Eu não sou contra a corrida, mas ter por exemplo uma senhora que corre uma hora na passadeira todos os dias, e passou dos 87Kg para 85Kg em 3 anos, se calhar até pode nao correr com intensidade, mas a mulher, e como diz o pedro e bem,não se consegue equilibrar numa perna por mais de 3 segundos, e calhar não é boa ideia.
    Mas a iamagem émuito boa, e o blog excelente.

    Cumprimentos

  7. Olá Pedro, gosto de todos os artigos que escreveu (e já gerou confusão com opiniões distintas do meu marido), mas confesso que continuo baralhada com o que posso ou não fazer..existem demasiadas opções para a pobre cabeça de mulher de Letras.

    Independentemente disso, quero dizer que comecei a correr há pouco tempo, depois de ter reencontrado uma colega que de 120 kg passou a 65kg, depois de se inciar nas corridas há 2 anos.A resistência dela parece-me avassaladora, corre 10 km em menos de 58 minutos, e estamos a falar de uma pessoa que mal conseguia respirar há 2 anos.

    Depois do que eu vi, com os meus olhinhos, comecei a correr. Claro que devo fazê-lo mal, claro que devo estar a cometer imensos erros, mas bolas, algum resultado visível vai ter que sair daqui. E espectacular, no mínimo. Já me disseram várias vezes que tenho o tipo de corpo muito fácil de modelar, com muitas curvas, Pedro, devo atirar-me de cabeça a outra modalidade?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s