Moderação? Não, obrigado!

goal-setting-exercise

“Não conheço nenhum fato mais encorajador do que a capacidade inquestionável do homem para elevar a sua vida pelo esforço consciente”. 

Henry David Thoreau

Provavelmente já ouviu dizer que o importante na vida é moderação, que é preciso comer com moderação, beber com moderação, que é preciso treinar com moderação, que é preciso viver com moderação, que tudo na vida é preciso fazer com moderação.

Mas eu pergunto: o que é ser moderado? Tomar uns copos de vez em quando? Levantar uns pesos de vez em quando? Comer lixo de vez em quando? Sair à noite de vez em quando? Levar com o fumo dos outros de vez em quando? Dormir pouco de vez em quando? As pessoas ainda não perceberam que o problema de não estarmos a evoluir enquanto espécie e seres humanos é porque temos sido demasiado moderados, temos estado demasiado preocupados em satisfazer os desejos dos outros do que os nossos próprios desejos e objetivos, temos estado mais preocupados com aquilo que os outros pensam de nós do que com aquilo que são os nossos valores pessoais, os princípios pelos quais nós queremos viver a nossa vida.

Estamos a ir ao corrente daquilo que a sociedade nos quer impingir – uma vida tóxica para chegarmos aos 70, 80 anos gordos, doentes, fracos, velhos e sem mobilidade! É isto que você quer? Quer depender dos outros para fazer aquilo que gosta? Quer deixar de poder fazer aquilo que gosta porque já está demasiado velho ou doente? Quer deixar de fazer as atividades que gosta porque tem uma lesão que não foi bem cuidada? Quer morrer com esta idade porque o corpo já não aguenta mais as agressões a que foi sujeito? Olhe à sua volta, o normal é isto, portanto, se ser “normal” ou “moderado”, implica este tipo de resultados e fazer aquilo que está estipulado pela sociedade em que vivemos, aquilo que eu quero é ser anormal, viver até aos 100 anos e ter a oportunidade de fazer tudo aquilo que quiser.

Ou prefere viver a sua vida com a maior qualidade possível sem depender da ajuda de terceiros? É possível escolher este caminho, é possível prevenir doenças e maximizar a performance através das nossas escolhas diárias. Só depende de nós tomar as opções mais adequadas para que isto aconteça. São as coisas simples da vida: comer melhor, treinar melhor, dormir melhor, beber menos álcool, evitar ambientes com fumo, apanhar sol e passar tempo de qualidade com os amigos, familiares e filhos. Tudo isto vai ajudá-lo a render mais no seu trabalho e nas suas atividades. Olhe para cada momento do seu dia, para cada instante da sua vida, como uma oportunidade única para tomar melhores opções.

Recupero este post que coloquei há alguns meses atrás no Facebook:

A doença não tem que ser uma consequência normal do envelhecimento. As pessoas pensam que é normal engordar e perder o vigor e energia à medida que os anos avançam. É provável que já tenha ouvido da boca de muita gente “já não tenho idade para fazer isto ou aquilo”. Isto realmente pode acontecer se não fizermos nada para contrariar o declínio metabólico associado à idade (i.e. levar uma vida sedentária) e se tomarmos medicamentos de forma crónica para o resto da vida. O nosso metabolismo é a soma de todas as reações químicas que têm lugar no nosso corpo e o mesmo é influenciado por aquilo que pensa, pelos genes, pela dieta, pelos padrões de atividade física, pelo sono e por factores ambientais. Ou seja, aquilo que entende como “envelhecimento normal” tem mais a ver com o seu “estilo de vida” do que propriamente com a sua “idade”.

Portanto, a questão lapidar que deve colocar a si próprio é: acha que está a aproveitar ou a desperdiçar a sua vida?

Se aquilo que costuma fazer é o “normal”, a sua vida vai ser “normal”, se a sua ambição é fazer algo “diferente”, precisa de fazer algo “diferente”. Isto implica fazer coisas que a maioria das pessoas não faz (nota: a maioria são aquelas pessoas que chegam aos 70, 80 anos doentes, debilitadas e que tomam medicamentos para as dores, você deve querer fazer parte dos 5%, da minoria que escapa à normalidade).

Pense nas questões abaixo e veja se aquilo que costuma fazer de forma habitual está a contribuir para viver com mais ou com menos qualidade de vida.

1. Dormiu o suficiente ontem à noite? Ou para si é mais importante ver televisão até tarde e/ou sair à noite que manter os níveis de testosterona elevados, aumentar a sensibilidade à insulina e melhorar o estado de saúde em geral?

2. Bebeu 2-3 litros de água ontem? Ou é daquelas pessoas que não gosta de água e que pensa que beber chá e comer verduras é suficiente para as suas necessidades?

3. Costuma evitar alimentos inflamatórios no fim de semana? Ou para si vale a pena sentir o gosto do açúcar, trigo, pão, bolachas, bolos, leite, álcool, batatas fritas, óleos refinados e de todos os alimentos com glúten para viver uma vida de dor, doença e com pouca energia?

4. Já ouviu dizer que as verduras e frutas são dos alimentos mais ricos em nutrientes? E que fazem bem à saúde e previnem doenças? Costuma comer verduras em todas as refeições?

5. Tem feito trabalho de mobilidade todos os dias? Esta é, provavelmente, a componente mais importante para manter a sua saúde músculo-esquelética e você vai perdê-la se não fizer nada por isso. Se não costuma dedicar pelo menos 15 minutos por dia à sua mobilidade, o mais provável é que acabe a sua vida a tomar medicamentos para a artrite e com um andarilho.

6. Costuma fazer treino de força 3-4 vezes por semana? Ou acha que a força é algo que está garantido na sua vida e que não é preciso treinar? Você não perde a força porque fica mais velho, você fica mais velho porque deixa de fazer força!

7. Costuma tomar um suplemento de óleo de peixe todos os dias? Ou não tem dinheiro para comprar este suplemento porque precisa de poupar para os jantares e noitadas com os seus amigos?

8. Costuma fazer trabalho de condicionamento (i.e. cardio) de longa duração na passadeira ou na bicicleta naquela zona de frequência cardíaca ideal porque já ouviu dizer que este tipo de trabalho é do melhor para queimar calorias e para perder gordura?

9. Costuma comer alimentos frescos e não processados 95% do tempo? Ou acha que a comida embalada e a comida diária dos restaurantes é que lhe vão ajudar a ter o corpo e a mentalidade que precisa para prosperar?

10. Costuma comer proteína de boa qualidade em todas as refeições? Ou tem receio que comer proteína em excesso faça mal aos rins? Que eu saiba não há nenhum estudo a comprovar que as dietas ricas em proteína fazem mal aos rins. Nos estudos efetuados em pessoas sem doença renal pré-existente, não se registaram quaisquer problemas. Além disso, sabia que o único macronutriente, com potencial para manter e/ou aumentar a massa muscular é a proteína? Músculo = Saúde.

11. Costuma fazer o mesmo circuito de máquinas todas as vezes que vai ao ginásio? Ou já começou a utilizar o seu corpo para treinar movimentos funcionais, ao estilo daqueles que o nosso corpo precisa para levar uma vida melhor e mais produtiva?

12. Costuma aproveitar os dias de sol para ir à praia, para passear e/ou para treinar ao ar livre e sintetizar um pouco mais de vitamina D? Aliás, já mediu os seus níveis de vitamina D para saber em que estado é que está? O mais provável é que esteja abaixo dos valores ideais!

13. Costuma comer gorduras saudáveis em todas as refeições? Ou pensa que a membrana das suas células e as hormonas que o seu corpo produz são formadas a partir dos hidratos de carbono de má qualidade que consome todos os dias em excesso?

14. Se o seu objetivo é ficar mais forte e mais rápido, já aprendeu a forma correta de fazer peso morto, agachamento, press acima da cabeça, elevações e os vários movimentos do levantamento olímpico?

15. Costuma treinar com um propósito em mente, costuma treinar como se a sua vida dependesse disso? Tem a noção que só é possível evoluir se treinar bem de forma consistente?  Quando não tiver vontade de treinar pense naquelas pessoas que gostariam de estar no seu lugar e que não podem porque estão doentes, porque estão incapacitadas e/ou porque simplesmente nunca tiveram as oportunidades que você tem.

16. Costuma informar-se sobre a composição da sua comida, de onde é que ela vem, como é que ela é produzida e transportada? Ou, para si, é mais importante saber mais sobre o carro novo que quer comprar, sobre os novos modelos de telemóveis e computadores?

17. Já pensou em adquirir um rolo de espuma para melhorar a qualidade do seu tecido muscular e para prevenir lesões no joelho, ancas, costas e ombros?

18. Costuma achar que não tem dinheiro para pagar uma mensalidade no ginásio? Experimente gastar menos em roupas, jantares, noitadas e depois diga-me qualquer coisa (nota: tendo em conta o período em que vivemos até posso acreditar que lhe custe pagar essa mensalidade para o serviço que obtém, mas isso é outra história).

19. Tem a noção que para ficar em excelente forma e obter resultados diferentes precisa de levantar pesos pesados e deixar os pesos cor de rosa das aulas de aeróbica para as pessoas que gostam de fazer aeróbica e querem ser “normais”?

20. Se eu lhe disser que existe um suplemento que tem sido clinicamente testado ao longo de décadas e publicado em revistas científicas peer-reviewed para: reduzir o risco de obesidade, reduzir o risco de diabetes, reduzir o risco de depressão, reduzir o risco de cancro, baixar o “mau” colesterol, aumentar o “bom” colesterol, baixar os triglicéridos, baixar a pressão arterial, reduzir o risco de doença cardíaca, reduzir o risco de AVC, prevenir dores nas costas, fortalecer os ossos e diminuir o risco de osteoporose, prevenir a artrite, melhorar a função sexual, melhorar a qualidade do sono e melhorar os níveis de energia, você iria comprá-lo?

A moderação é uma treta. Todas as coisas boas na vida acontecem nas extremidades. O dia em que o seu filho nasceu ou foi feito não foi um dia moderado. O seu melhor dia de férias não foi um dia moderado. O dia em que conheceu a mulher da sua vida não foi um dia moderado. O dia em que bateu os seus recordes no ginásio ou na sua modalidade desportiva não foi um dia moderado. O dia em que você concluiu e/ou apresentou um projeto importante não foi um dia moderado. Se você quer fazer alguma coisa diferente, faça-o com a máxima intensidade (sempre!). A moderação é para aquelas pessoas que comem torradas com leite ao pequeno almoço e treinam a vida toda sempre da mesma maneira.

O nosso Mundo precisa de revolucionários, o nosso Mundo precisa de gajos que partam esta merda toda e que ponham em causa o paradigma da “normalidade”. A moderação não nos vai levar a nenhum caminho novo e diferente. É preciso mudar o paradigma para ver outro tipo de resultados! Já se sabe que a resistência vai acontecer – foi o que aconteceu ao Galileu quando defendeu a Teoria Heliocêntrica inicialmente desenvolvida por Copérnico – mas é mesmo assim que as sociedades evoluem e que o conhecimento emerge.

Você já entrou no seu carro, ligou a ignição, sem saber para onde ia? Infelizmente essa tem sido a forma com que a maioria das pessoas passa a sua vida. Trace objetivos para 2014, defina em que áreas pretende investir e tenha sempre presente aquilo que se quer tornar daqui a dez anos. Seja cético. Desafie o paradigma que está estabelecido. Nunca deixe de fazer perguntas a si mesmo. Seja humilde. Tente saber os “porquês” e os “comos”. Procure as pessoas que lhe podem ajudar e ajude-as a elas também. Ignore aquelas que não respeitam e/ou não querem entender as suas opções (você não precisa delas). E nunca desista daquilo em que acredita – é isto que faz a diferença entre os “moderados” e aqueles que querem ser “diferentes”.

Em suma, faça com que todos os 365 dias do ano contem, não se limite a deixá-los passar.

Feliz Ano Novo!

Post Scriptum – Para quem ainda está a pensar no suplemento milagroso da última questão, a resposta é: Exercício Físico.

17 thoughts on “Moderação? Não, obrigado!

  1. Excelente texto para começar o ano. Sou do Brasil e acompanho sempre o seu blog. Siga em frente com o seu trabalho de trazer informação de qualidade. Obrigado e feliz 2014!

  2. Um excelente artigo e bem verdadeiro. Felizmente pertenço ao grupo dos “diferentes”, mas infelizmente também sou como Galileu.

    Cada dia deste novo ano, será para tentar melhorar em todos os aspectos possíveis.

    Desejo um bom ano de 2014, e que seja possível realizar todos os planos, projectos com enorme sucesso

  3. Como sempre gostei muito dos seus textos. Mas já agora gostaria de saber tem alguma marca que aconselhe do óleo de peixe e qual é a frequência com que se deve tomar.
    Obrigado

    Bom ano!!!

  4. Obrigado pelos conselhos. Felizmente pertenço ao grupo dos “diferentes” também!! Tento passar estas boas informaçoes ás pessoas ao meu redor, mas a maioria acha-me uma chata e obcecada com exercício físico e alimentaçao saudável. Vou seguir o teu conselho e ignorá-los. Irrita-me pessoas ignorantes e que querem continuar a ser…

    Bom ano Pedro, obrigado pela motivaçao!

  5. Pedro, sinto-me lisonjeado por conhecer este site; graças a um amigo, tal com eu trailrunner, partilhou um post daqui e foi só o começo.
    Estou no início da vida, admito, mas não é por isso que devo “comer muito”, “dar umas passas”, “beber umas jolas”, “passar o dia a jogar pc\ver tv”, sei disso tudo, sei que o sucesso é uma questão de rotina. Digo-o por experiência própria: Ainda que não tenha conseguido lugar no pódio, disputei o Europeu de biatle no ano que passou, e por isso sinto-me GRANDE, um grande que deu muito trabalho mas que em nada me arrependo.
    Tenho neste momento 16 anos, e por favor, não me leves no gozo como muita gente e encara-me como alguém profundamente preocupado e que procura, tal como ” diferentes” o melhor.
    Pois bem, como atleta que sou deves calcular que tenha alguns cuidados na alimentação; comecei a cortar no glúten e no leite, sempre fui adepto de proteína e boas gorduras, no entanto, prevalecem algumas dúvidas: Como normalmente ao peq,almoço um ovo ou uma fonte de proteína (ex queijo ou fiambre) e os meus falam-me do ponto 10,até podia citar o meu livro de biologia e as palavras da minha professora (que, para minha profunda tristeza, incentiva TODOS os alunos a não ingerir ovos\carnes vermelhas\queijo por, segundo ela, serem causa de doenças cardiovasculares; fá-lo constantemente e isso tira-me do sério, tenho pena dos que acreditam nela… sem querer criticar ninguém, segundo ela é preferível comer umas rabanadas, diga-se, de passagem, que a senhora é “gorda” e tem diabetes……)
    Pedro, já me prolonguei em demasia, se não tiveres pachorra deixa. Este site é de facto o único que tenho com informação credível em português, até então tinha-me guiado por um americano, muito bom a nível de estudos (authoritynutrition….)
    No ponto 3, quando falas nos hidratos de carbono, vi que segues a dieta paleo, eu estudei que os hidratos de carbono são a fonte primária de energia para todas as células. O homem da dieta paleo retira de onde a energia?
    Ponto 7- que tipo de suplementos falas? quais as marcas que aconselhas e, são de origem natural?
    Ponto 12- Ignorância total, como se avaliam os níveis da vit. D ?
    Ponto 13- Sementes de girassol\ linhaça , possuem gorduras saudáveis ou não? já ouvi muita controvérsia, e o azeite virgem tão consumido em PT? E sobre a manteiga de amendoim?? Acho que podias fazer umas recomendações\post.
    Quanto ao resto, acho que ajudou-me muito consolidar os meus objetivos para este ano.
    O meu profundo agradecimento pelo excelente trabalho, peço-te que continues, acredita que mudaste a minha vida, e a de muita gente com este trabalho fenomenal, mais disto devia ser feito em Portugal.´
    De resto, resta-me agradecer-te mais uma vez, esperar uma resposta e desejar-te um grande ano cheio de sucesso e “desequilíbrio” saudável.
    Hasta

    • Pedro,

      Agradeço as palavras de apoio, ainda bem que pude ajudar.

      1. Os hidratos de carbono são a fonte primária de energia porque o nosso estilo de vida tornou o nosso metabolismo demasiado dependente dos hidratos de carbono. A maioria dos hidratos de carbono complexos que as pessoas comem hoje em dia são da má qualidade, são refinados (sem fibra) e não são os mesmos que comiam os nossos ancestrais (tubérculos, raízes, verduras e frutas).

      2. Os suplementos de óleo de peixe que mais gosto sõo os da Nordic Naturals, Carlson e Eskimó. Mas existem outras marcas.

      3. Os níveis de Vitamina D podem ser medidos através de análises sanguíneas. A análise que deve fazer é a 25-hidroxi-D3 mas para isto deve falar com o seu médico.

      4. Sementes de girassol e/ou linhaça contêm gorduras saudáveis, o azeite virgem também (virgem extra é melhor), a manteiga de amendoim depende da quantidade de açúcar contida na mesma e da frequência de utilização. O amendoim pode aumentar a inflamação corporal por causa de alguns compostos presentes no mesmo (aflatoxinas e lectinas).

      Um abraço.

  6. Muito bom o texto ! Adicionei aos favoritos…. a noite vou olhar outros post… !

    Sobre o trecho do “suplemento milagroso” na ultima questão, li e reli e antes que chegasse a ler a consideração final do Post Scriptum, balancei a cabeça como se discordasse e pensei: “só a rotina de atividade física é capaz de trazer todos esses benefícios de uma só vez, tava indo tão bem e fechou com chave de farinha branca a listagem”!
    Logo depois vi no final do texto que você estava a pensar como eu.

    Forte abraço

  7. Foi de “raiva” para as pessoas que continuam no “deixa andar”.
    Como eu percebo, também sou profissional do fitness e 95% das pessoas continua a ir ao ginásio por ir, quando vão!
    Para esplanadas, restaurantes, bares e tabaquinho há sempre dinheiro… enfim, cada um traça o seu caminho!
    parabéns pelo blog

  8. Obrigada Pedro por este abanão!
    Quero ser diferente e vou conseguir. Ainda não sei como começar mas obrigada por estares aqui a fazer um trabalho formidável!
    O mundo muda com pessoas como tu!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s