Fat Burn Boot Camp no Algarve

Slide Boot Camp Algarve

Será no próximo dia 6 de Junho (sábado) que vamos levar o Fat Burn Boot Camp ao Algarve, mais concretamente a Portimão. É com grande apreço que temos vindo a registar o interesse de algumas pessoas a querer participar no Programa Fat Burn Boot Camp mas que não podem por questões geográficas (até ao momento só o realizamos em Lisboa) ou porque o timing não é o mais adequado.

Há cerca de um ano atrás realizamos duas sessões de treino na Madeira e a adesão não poderia ter sido melhor. Há cerca de seis meses atrás, realizamos também uma sessão de treino no âmbito das Jornadas Médico Ativo-Paciente Ativo na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia. E, no passado mês de Fevereiro, no âmbito de uma ação coletiva de Educação Física na Madeira, tivemos também a oportunidade de apresentar um pouco daquilo que fazemos.

Esta experiência no Algarve terá como objetivo dar a conhecer aquilo que fazemos e enquadra-se na missão de expansão do conceito a nível nacional. Nós acreditamos que todas as pessoas devem ter a oportunidade de TREINAR como um atleta, de MOVER-SE como um atleta e de PENSAR como um atleta – é por este motivo que nós fazemos aquilo que fazemos.

O Programa Fat Burn Boot Camp assenta numa abordagem integrada de saúde, treino e nutrição e pretende dotar as pessoas de ferramentas essenciais à melhoria da sua performance em qualquer atividade das suas vidas e à prevenção de doenças. Para este efeito, temos consciência que só podemos ter connosco profissionais que partilhem a nossa filosofia e a nossa visão em relação à saúde. Neste sentido, vamos estabelecer uma parceria local com o Joel Fernandes, que lidera o projecto Your Best Move.

E agora os detalhes:

– As sessões de treino terão lugar no sábado de manhã, dia 6 de Junho;

– Vamos abrir as inscrições para dois grupos, um às 9h e outro às 10h30;

– Os grupos terão um mínimo de oito participantes e um máximo de doze participantes;

– As sessões de treino terão lugar no Clube Vilarosa na Praia da Rocha (Portimão). Podem consultar a localização aqui: http://www.clubevilarosa.com/hotel-directions.html;

– Todas as pessoas com idade superior a 18 anos e que não tenham nenhum problema de saúde conhecido podem participar;

– O valor da sessão de treino é de 15 euros e deverá ser efectuado por transferência bancária para o NIB 0065 0922 00114720000 71;

– Para formalizar a sua inscrição deverá enviar o comprovativo de pagamento para o e-mail fatburnbootcamp13@gmail.com, acompanhado do seu nome, telefone e horário em que pretende se inscrever;

– As inscrições decorrerão até o próximo dia 1 de Junho.

Para mais informações sobre o Projecto Fat Burn Boot Camp, pode visitar o nosso site em http://fatburnbootcamp.com/ e/ou seguir a nossa página de Facebook.

Espero poder vê-los em Portimão.

Até breve!

Leite, Trigo e Auto-Imunidade – Pedro Bastos

Este é uma apresentação muito interesante sobre o leite, trigo e a relação com as doenças auto-imunes. Para quem não está dentro do assunto a informação pode ser dificil de digerir mas a mensagem que devem levar para casa é esta: tanto o leite como o trigo (e/ou alimentos com glúten) podem estar implicados no desenvolvimento de doenças auto-imunes. Vejam, revejam, partilhem e aproveitem o facto de termos este tipo de informação de forma gratuita com um dos maiores investigadores mundiais na área da Nutrição e uma das minhas grandes referências.

Até breve!

Ficar com o Peso Atrás / Hanging Back

Layout 1

Se você pretende bater longe, você precisa de aprender a habilidade de transferir o seu peso do corpo durante o swing de golfe. Ficar atrás acontece quando um golfista não consegue transferir o peso do corpo corretamente para a perna que está à frente no downswing. Nesta caraterística de swing os golfistas têm tendência a apoiar-se na perna que está atrás e isto normalmente resulta numa perda de potência, em divots gordos e/ou na falta de capacidade em bater a bola de forma consistente. Ficar atrás pode também ser causado por outras caraterísticas tais como o reverse pivot (o movimento contrário àquilo que se pretende) ou o sway (deslocamento lateral da bacia na direção contrária ao alvo). Nos jogadores que ficam com o peso atrás é muito comum verificarmos uma libertação prematura dos ângulos dos pulsos e o avançar dos braços para compensar a deficiente transição do peso do corpo para a perna da frente.

Para quem tiver interesse em melhorar a funcionalidade do seu corpo para o golfe, aqui fica o link para o resto do artigo (págs. 24-25) que escrevi para a revista Golfe Press (edição de Abril) e algumas dicas de exercícios para corrigir esta limitação física.

Ver aqui: Ficar com o Peso Atrás / Hanging Back.

Até breve e boas tacadas!

Documentário sobre Halterofilismo

Aqui está um excelente documentário sobre halterofilismo. Na minha opinião a prática destes movimentos deveria fazer parte do processo de formação de qualquer pessoa. Isto é Educação Física.

Até breve!