2º Workshop MAE Clinic – Lisboa

Será no próximo dia 10 de Março (sábado), 9h-13h30, que terá lugar o 2º Workshop MAE Clinic, uma clínica médica constituída por várias valências médicas e não médicas. O Workshop destina-se ao público em geral e terá lugar no Myriad Sana Hotels – Parque das Nações Expo Lisboa.

O evento abrange várias temáticas desde a Prevenção e Manutenção da Saúde ao Diagnóstico e Terapêutica da Patologia. O objectivo desta iniciativa é esclarecer dúvidas e receios sobre várias matérias, de forma a que se possam tomar decisões informadas e conscientes.

Eu estarei presente na mesa referente aos cinco pilares do Smart Aging para falar sobre a importância do exercício físico e do treino de força no envelhecimento saudável.

As inscrições deverão ser efectuadas através da MAE Clinic. Contactos: 211359111 | 914308080 | geral@maeclinic.pt |

Anúncios

Quando é que a Mentalidade do Mundo Fitness vai acabar?

Após um período de ausência no blogue e pelo trabalho que desempenho diariamente deparei-me com este pensamento, aquilo que a maioria das pessoas procura no Mundo Fitness está desvirtuado e isso está a prejudicar os profissionais que trabalham de forma séria e responsável. A vulgarização de receitas, de dietas da moda e de planos de treino que proliferam hoje em dia é gritante. São poucos os indivíduos que se preocupam com a qualidade e, pior que isso, são muito poucos aqueles que percebem a diferença entre os profissionais sérios e os curiosos do fitness.

As pessoas movem-se mais pela estética (que não é necessariamente mau) que pela sua saúde, ou seja, as pessoas estão mais preocupadas em “parecer” que estão em forma do que em “estar” realmente em forma. E, infelizmente, é a estética o principal motivo para as pessoas se inscreverem num ginásio ou procurarem um profissional – poucos são os que querem melhorar a sua saúde senão aqueles que já tenham passado ou estejam a passar por uma situação de aflição.

A maior parte das pessoas ainda olha para o exercício físico como uma actividade de lazer, como uma actividade não fundamental à sua existência, como uma actividade cujo único interesse é aumentar o dispêndio energético e queimar calorias. E isto deixa-me preocupado. Preocupado porque os benefícios do exercício na saúde estão amplamente documentados e as massas continuam interessadas em saber quais são os melhores exercícios para determinados grupos musculares e os melhores suplementos para queimar gordura!

Na minha opinião é fundamental uma programação do treino aliado a um plano nutricional elaborado por profissionais qualificados para a obtenção de resultados não apenas no imediato mas sim para a vida. Infelizmente, neste mundo fitness, não há cultura de esforço e muito menos cultura de treino.

Esta mentalidade de fitness, em que a preocupação com o banho turco/sauna, com a piscina, com o direito ou não às toalhas, com a necessidade imperiosa de realizar alongamentos no fim da aula, deixam-me não apenas incomodado, como preocupado com o desenvolvimento a longo prazo da relação do indivíduo com a sua saúde e forma física através do exercício e alimentação.

Termino com uma reflexão: Até quando? E para quando a mudança?

Até breve!

Jornadas Médico Ativo-Paciente Ativo

Médico_ativo_HOMEPAGE2

No próximo dia 15 de Novembro (sábado) vou estar presente nas Jornadas “Médico Ativo-Paciente Ativo” e ministrar uma sessão de treino parecida àquilo que fazemos no Programa Fat Burn Boot Camp.

Estas jornadas destinam-se a médicos e estudantes de Medicina e visam promover, na teoria e na prática, conhecimentos na área da Medicina do Exercício e fundamentar os benefícios de um estilo de vida saudável e ativo. As jornadas decorrerão na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia (Lisboa).

Para quem pensa que o exercício físico resume-se apenas a caminhadas, natação ou jogging, esta é uma excelente oportunidade para treinarem de uma forma diferente e…funcional!

Mais informações aqui: IV Jornadas Médico Activo, Paciente Activo.

Até breve!

O que os médicos não sabem acerca das drogas que prescrevem – Vídeo

url

Hoje partilho uma apresentação muito interessante do médico e epidemiologista britânico Ben Goldacre nas TED Talks, intitulada “What doctors don’t know about the drugs they prescribe”, ou seja, “O que os médicos não sabem acerca das drogas que prescrevem”.

Quando um novo medicamento é testado, os resultados dos testes devem ser publicados para o resto da comunidade médica, no entanto, na maior parte das vezes, os resultados negativos ou inconclusivos não são reportados, deixando os médicos e os investigadores no escuro.

Neste vídeo de apenas 14 minutos, Ben Goldacre, dá vários exemplos da má ciência que tem sido efetuada na área da medicina (muito por causa da indústria farmaceûtica) e explica as razões pelas quais estes casos podem ser especialmente perversos e perigosos para  todos nós.

Goldacre é conhecido pela sua coluna Bad Science no The Guardian e é autor de dois livros, Bad Science (2008), uma crítica da irracionalidade e de certas formas de medicina alternativa, e Bad Pharma (2012), no qual examina a indústria farmacêutica, as suas práticas e a sua relação com a profissão médica.

Até breve!